{AU}

whyfields:

Apertou os olhos ao sentir as unhas da garota, desencostando-a da parede e levando-a até uma das macas que haviam na enfermaria, colocando-a sentada sobre o colchão enquanto dava um chupão mais forte em seu pescoço.

Apenas acompanhou ele e sentiu ser sentada na maca, soltando um gemido baixo com o chupão no pescoço. Suas mãos agora foram até a barrigada dele, ficando a unha ali antes de começar a subir sua camisa.

saw 4 weeks ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Desceu as mãos até as coxas da garota e em um movimento rápido subiu as pernas dela até a altura de sua cintura, pressionando-a mais contra a parede para dar mais firmeza à posição. Desceu os lábios para o pescoço dela, começando a distribuir alguns beijos por ali.

Deu um pequeno pulo para entrelaçar as pernas em volta da cintura dele. Soltou um suspiro pesado quando ele começou a beijar seu pescoço e logo desceu as mãos pelas costas dele e começar arranhar por baixo da blusa.

saw 4 weeks ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Sorriu de canto ao sentir a retribuição por parte da garota, passando os braços em volta da cintura dela para conseguir colar mais o corpo contra o da morena. Prosseguiu com o beijo com certa urgência, mordiscando levemente o lábio inferior dela no meio do ato.

Soltou um suspiro baixo por entre o beijo com a aproximação de corpos e se segurou para não deixar suas pernas fraquejarem. Seus dedos puxaram os cabelos dele para trás e deu um meio sorriso quando sentiu ele morder seus lábios.

saw 1 month ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Sorriu de canto com o silêncio vindo da garota, soltando as mãos dela lentamente e levando as próprias até o rosto da menor, pegando-o por entre as mãos e roçando seus lábios levemente. — Foi o que eu pensei. — Murmurou antes de cessar o espaço entre eles, selando os lábios nos dela.

Sentiu os lábios dele nos seus e não demorando para retribuir ao beijo, sentindo toda a vontade dentro de si, como se esperava por aquilo já tinha um tempo. Com os pulsos livres, suas mãos foram para o pescoço dele, entrelaçando por ali.

saw 1 month ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Soltou um riso seco, negando de leve com a cabeça. — Todos nós estamos confusos, Penny. É por isso que viemos para cá. — Voltou o olhar para ela, dando um pequeno sorriso de canto enquanto apertava as mãos em volta dos pulsos da garota. — Mas acho que há uma coisa muito clara aqui… — Deslizou os lábios pelo rosto da garota até sua orelha novamente, dando uma mordida leve em seu lóbulo antes e sussurrar: — Você me quer tanto quanto eu quero você.

A garota permanecia fitando os olhos claros do garoto de forma penetrante e que tudo parecia fazer sentido na mente dela, como se tudo aquilo fosse certo. Abriu a boca para tentar discordar de algo mas a voz não saiu então tornou a fechá-la piscando os olhos algumas vezes.

saw 1 month ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Ah, e como é errado. — Concordou, soltando lentamente as mãos dela para levar as duas até seus ombros, virando a garota para si. — Como é errado querer algo que pode ser o seu fim… — Continuou, baixando as mãos até as dela enquanto dava alguns passos para frente, obrigando-a a fazer o mesmo para trás. — Como é errado estar tentando a fazer algo que não deveria… — Parou quando as costas dela atingiram a parede, e levantou os braços da garota até acima da cabeça dela, deixando as mãos contra os pulsos dela e consequentemente os braços da mesma imobilizados. — Mas parece ser tão bom, e é tão desejoso, que você não se importa. — Soltou um riso rouco, encostando a testa com a dela e roçando levemente seus narizes. — Entende a minha situação, Penélope? Eu estou no meu limite.

Não podia fazer muita coisa então se deixou virar, focando novamente nos olhos do garoto que agora pareciam diferentes que minutos antes. Dando os passos obrigatórios para trás, a garota se viu presa na parede e não demorou para suas mãos encontrarem  o mesmo rumo. Mordendo os próprios lábios, desviou o olhar por um momento antes de voltar a olhá-lo assim que sentiu roçar seus narizes. - Você está confundindo as coisas… - Murmurou baixo não sabendo de onde estava arranjando forças para resistir já que suas próprias pernas já estavam bambas.

{AU}

whyfields:

Eu estou te fazendo sentir as coisas que eu sinto. — Disse baixo, levando as mãos até os ombros da garota e descendo os dedos com suavidade pelos seus braços. — Como eu fico arrepiado… — Roçou os lábios pelo pescoço dela, antes de subi-los novamente até a orelha da garota. — Como meu sangue corre mais rápido… — Passou um dos braços ao redor da cintura dela, pressionando o corpo da garota contra o seu. — Como eu perco o fôlego… — Levou a outra mão até a nuca da garota, entrelaçando os dedos por entre seus cabelos e puxando um pouco a cabeça dela para o lado, para pressionar um beijo na curva de seu pescoço. — E como cada fibra do meu corpo parece começar vibrar.

Senhor Fields, você não deveria… - Ela então soar o mais profissional possível mas não deu muito certo e sua frase morreu quando começou a sentir os toques pela seu corpo, os olhos se fechando fortemente enquanto as emoções lhe invadiam. Uma de suas mãos foi parar na mão dele em sua cintura, mais precisamente no pulso para tentar tirar dali. - Isso.. Isso é errado.

{AU}

whyfields:

Suspirou, levantando-se atrás dela e olhando em volta, se aprontando em fechar a porta da enfermaria antes de caminhar até a garota. — Você não entende. — Murmurou, aproximando-se por trás dela e assim que estava próximo o suficiente tirou os cabelos da garota de um dos lados de seu pescoço, aproximando um pouco os lábios de sua orelha para prosseguir. — Mas eu posso te explicar. Tenho certeza que você mudará de ideia.

Ouviu ele falar e ficou esperando ele completar seu pensamento enquanto já pegava o remédio na gaveta mas se surpreendeu com o toque dele em seu pescoço, fazendo-a se arrepiar no mesmo instante. - O-O que você está fazendo Ethan?

{AU}

whyfields:

Mas já? — Franziu o cenho, sendo a vez dele de conferir o horário. — Qual é, Penny… Me livra disso só hoje, ninguém vai saber!

Não posso Ethan.. - Suspirou enquanto levantava da cama e caminhava em direção ao pequeno armário que havia no local. - Os remédio são checados diariamente e se virem que está sobrando um vão me fazer perguntas.

saw 1 month ago • with whyfields 30 views • reblog

{AU}

whyfields:

Devia levar em consideração esses fatores quando me dá aquele monte de injeções que me faz dormir. — Arqueou as sobrancelhas, rindo em seguida.

Infelizmente nesse quesito eu tenho que seguir as regras. - Sorriu de canto olhando para o relógio de parede. - E por falar nisso, está praticamente na hora de seu remédio.

saw 1 month ago • with whyfields 30 views • reblog
OFBROS|